Loading...

blog / Moda natural: conheça quais são os tecidos feitos de algodão e suas características

algodão & sustentabilidade | 16 de agosto de 2021 | 0

A Ecomaterioteca explica as características dos principais tecidos feitos de algodão, suas peculiaridades e quais os usos recomendados para cada um.  

O algodão tem uma história muito particular e importante no campo têxtil, já que foi uma das primeiras fibras vegetais cultivadas. Ele acompanha o homem desde a pré-história e se mantém presente entre os povos mais distantes. Os tecidos feitos de algodão misturam-se a tradições diversas, incensos, flores, oferendas, tilintar de sinos budistas, ao verde das paisagens ocidentais, aos coloridos das frutas e aos ritmos diversos.  

O algodão é, até hoje, a fibra vegetal mais utilizada no mundo, desde sua origem na Índia, onde era fiado e tecido há mais de 3 mil anos A/C. Suas qualidades como conforto, maciez e durabilidade fazem com que seja desejado e valorizado. 

A diferença entre tecidos planos e malhas 

Os tecidos comuns (ou planos) e as malhas são duas classificações obtidas baseadas no tipo de entrelaçamento de fios. Saiba tudo sobre esse processo AQUI. 

Basicamente, o tecido plano é aquele que não estica. Alguns exemplos são sarja, seda e tricoline. Por sua vez, a malha é o tecido que deforma e cresce quando esticado, tipo viscolycra, algodão de camiseta, jérsei, tricô, etc. Tanto os tecidos planos quanto as malhas podem ser feitos de fibras sintéticas, naturais, como algodão, ou da mistura das duas. 

Na prática, estes dois tipos de tecidos transmitem mensagens bem diferentes. Tecido plano parece, quase sempre, mais sofisticado e formal, enquanto a malha parece mais confortável, despojada e esportiva. 

O algodão é versátil e os tecidos feitos com este fio podem variar de composição conforme mistura.  

Confira abaixo as principais opções confeccionadas a partir dessa fibra natural e suas características mais proeminentes: 

Tecidos feitos de algodão 

  • TRICOLINE-tecido versátil, não desfia, 100% algodão. É um tecido plano, sem elasticidade, e uma das melhores opções para estampar, graças a sua trama bem fechada. Vale ressaltar que a estampa digital não usa água e nem produtos tóxicos, sendo mais sustentável. 
  • CANVAS –tecido super resistente. Ele pode ser sintético, mas o tecido canvas 100% algodão é excelente para confecção de bolsas, sapatos, casacos e artigos da moda casa como jogos americanos e almofadas. 
  • CAMBRAIA– de algodão, usado para camisaria, blusas finas, roupas para bebê e lenços. O nome origina-se da cidade de Cambraia, França. 
  • MALHA– a malha 100% algodão é ideal para moda bebê, pois é macia e não dá alergia. 
  • CHITA–tecido simples de algodão estampado em cores, com motivos florais na sua maioria. 
  • POPELINE– tecido de algodão de peso médio. O nome é de origem francesa e é usado em vestidos, calças, bermudas etc. É um tecido universal. 
  • LAISE–tecido leve de algodão, caracterizado pelos areados com forma de bordados vazados, com ou sem relevos abertos. Este tecido geralmente é branco e se identifica com criança, verão, noivas, festas, etc. 
  • GAZE– tecido de algodão penteado, leve, transparente, também chamado de bandagem. O seu uso medicinal é de grande porte. 
  • SARJA – o nome é dado a um tipo de ligamento que resulta em estrias no sentido diagonal do tecido, que é bastante pesado. Dependendo do peso da sarja, ela tanto pode ser usada na moda como na decoração.  
  • OXFORD –tecido de origem inglesa feito em algodão sólido, sendo a trama colorida e o urdume com fios sempre brancos, formando um xadrez uniforme. O original é de algodão, mas, hoje, pode ser encontrado com misturas sintéticas. 
  • OPALA –tecido leve de algodão, muito utilizado para forro. 
  • MORIM – tecido em algodão rústico, de baixo preço usado para forro.
  • MOLETOM– tecido de malha de algodão trabalhado com os fios mais grossos no avesso, o que garante um toque agradável. Mais usado para artigos de inverno.
  • LONA – tela pesada de algodão usada para cobrir cargas, mas também pode ser utilizada para bolsas, sapatos, tênis e moda casa. 
  • LONITA – tecido resistente de algodão liso, listrado ou xadrez muito usado na decoração externa, mas pode ser aproveitado na moda em jaquetas e sacolas. 
  • DENIM –tecido de algodão resistente com a mistura de fios azuis na trama e brancos no urdume, ou vice e versa.
  • PIQUÊ –do francês Piquet. Este tecido possui desenhos em relevo que se aproximam aos losangos das casinhas de abelhas. 
  • SUEDINE OU SUÉDE–tecido de malha de algodão que imita a pele, executado com tecelagem tipo veludo, meio fechada. Usado para luvas, camisa finas e moda casa. Também é aproveitado em forração de sofás e cadeiras. 
  • CHENILLE-tecido felpudo, geralmente de algodão, muito usado em decoração, colchas, almofadões e roupões. 
  • FLANELA –tecido de algodão de peso leve a médio, toque macio, com lado flanelado. Usado para pijama, robes e roupas infantis para o inverno. 
  • PERCAL –tecido leve de algodão com também fechada, mas fino e macio. Usado na confecção de lençóis e fronhas, feito com fios penteados. 
Na sequência, peças e tecidos de marcas parceiras Sou de Algodão: (1)Cambraia, Ateliê BordaArte; (2)Chita, Milena Curado; (3)Denim, Santana Textiles; (4)Moletom, Timp; (5)Percal, Lavive; (6)Sarja, Jacobina; (7)Flanela, Renaux View; (8)Piquet, Highstill; (9)Laise, Mon Petit

Aqui, na Ecomaterioteca, temos mais de 600 artigos de tecidos, vários deles de algodão 100% orgânico, ecológico ou sustentável. Além, claro, de amostras de tecidos de algodão com as diversas misturas.  

Bibliografia e indicação para aprofundamento no assunto: 

Chataignier, Gilda. Fio a fio: tecidos, moda e linguagem/Gilda Chataignier, São Paulo: Estação das letras Editora, 2006. 

Pezzolo, Dinah Bueno. Tecidos: história, tramas, tipos e usos. 

0 comentários

deixar um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *