Loading...
empreendedorismo

Conheça as 3 principais associações de moda do Brasil

31 de agosto de 2022 | 2

Se a sua marca atua na cadeia têxtil, você sabe que é necessário muito estudo, pesquisa e apoio para fazer escolhas conscientes enquanto negócio. E, falando em apoio, as associações podem ser seu braço direito na jornada de desenvolvimento e posicionamento. Estas entidades desempenham um papel super importante na representação do segmento e mais, unem as empresas em prol de interesses comuns dos negócios associados.  

Pensando nisso, hoje vamos falar sobre as três principais associações de moda do Brasil para você conhecer e entender a importância delas na indústria têxtil. E uma curiosidade: todas elas são apoiadoras do movimento Sou de Algodão.  

Vamos lá?  

Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX) 

Fundada em 1999, a ABVTEX nasceu com o objetivo de promover a moda sustentável e acessível, com os seguintes pilares de atuação: 

  • Responsabilidade social 
  • Combate à informalidade 
  • Promoção do trabalho digno 
  • Desenvolvimento sustentável 

A ABVTEX é considerada o maior esforço setorial da moda no Brasil, constituída por altos varejistas nacionais e internacionais da indústria têxtil e atuando junto a órgãos governamentais.  

Seus associados representam mais de 15% das vendas do varejo nacional, comercializando vestuário, calçados, bolsas, acessórios, cama, mesa e banho. O programa da entidade estabelece e cria iniciativas para a prática de ações responsáveis no setor da moda. 

No início, a opção de associação foi disponibilizada apenas para os fornecedores e varejistas, porém, com a evolução e dimensão que a entidade tomou, foi aberta para outras empresas que não estão na cadeia de fornecimento. Assim, cresceu a visibilidade socioambiental dentro da indústria têxtil. 

Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) 

Sua história iniciou em 1957, com o objetivo de tornar o setor têxtil e de confecção nacional referência em tecnologia e inovação mundial. Atualmente, a associação representa mais de 24,6 mil empresas de diversos portes espalhadas pelo Brasil, as quais empregam mais de 1,3 milhão de trabalhadores e contam com faturamento anual maior que R$161,4 bilhões.  

Dentre as atividades da Abit, o desenvolvimento sustentável das empresas do setor é parte importante dessa engrenagem. A associação conta com uma estrutura física e pessoas capacitadas para dar suporte e apoio para todos os associados, elevando o crescimento responsável das empresas em todos os elos da cadeia têxtil. Além disso, é uma grande de referência de pesquisas de dados da indústria da moda. 

Associação Brasileira de Estilistas (Abest)  

Criada em 2003, essa associação é sem fins lucrativos e tem como principal objetivo promover e estimular as marcas brasileiras de moda e design. Além disso, também atua no exterior, auxiliando no desenvolvimento de projetos de moda nacional fora do país. A associação atua em duas frentes principais: 

  • Troca de experiências: através da Abest, é possível fazer essa conversão de informações entre os associados sobre assuntos relevantes para os negócios. 
  • Atendimento individual: a associação identifica o que a empresa precisa e fornece capacitação, dados e oportunidades de mercado. 

Atualmente, a Abest tem uma cartela com mais de 100 grifes associadas.  

Portanto, se você busca aumentar a representatividade do seu negócio e um melhor desenvolvimento responsável em todos os setores, concretizar parceria com uma associação é um dos passos mais importantes.  

Além de oferecer tecnologia e pesquisas de dados, as entidades podem ser utilizadas como fonte rica de informações sobre a cadeia têxtil, varejo e muito mais.  

Essas três associações de moda do Brasil são apoiadoras institucionais do movimento Sou de Algodão. Juntos, queremos e podemos levar informação e transformar a indústria têxtil para garantir um ambiente responsável para o trabalhador, meio ambiente e o consumidor. 

E aí, já conhecia todas essas associações? Deixe nos comentários! 


0 comentários

deixar um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *