Loading...

blog / Conheça a ONG que usa a criatividade artística como terapia de jovens com autismo

por dentro do movimento | 2 de abril de 2020 | 0

Localizada em Valinhos, ACESA Capuava oferece atendimento multidisciplinar gratuito a pessoas em situação de exclusão e estimulou o talento do estilista Jakson Salvadeo

Comemorado em 2 de abril, o Dia Mundial da Conscientização do Autismo traz um debate importante sobre inclusão, diversidade e respeito. Por isso, decidimos falar aqui no nosso blog de uma das entidades brasileiras mais respeitadas no segmento como exemplo de trabalho e dedicação à causa.

A ACESA Capuava (Associação Cultural Educacional Social e Assistencial Capuava) nasceu em 2002 e é hoje uma das entidades filantrópicas mais atuantes de Valinhos/SP. Lá são atendidas pessoas com transtorno do espectro autista, deficiências múltiplas e intelectual e também surdos e surdas. Com o passar do tempo, expandiu o atendimento para pessoas carentes de toda Região Metropolitana de Campinas.

Segundo a presidente da entidade, Fernanda Teixeira, a ACESA Capuava “é um grupo unido pela missão de prestar serviço de amor incondicional e cidadania, acreditando no ser humano, em suas infinitas possibilidades e em sua capacidade de transformar e transcender toda e qualquer condição de vida”.

Aluno treina o olhar com oficina de fotografia | Foto: divulgação

CRIATIVIDADE, ARTE E TRATAMENTO FORA DA CURVA

Além do tratamento especializado com uma equipe de fonoaudiólogos, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e médicos, a entidade também privilegia a abordagem artística no tratamento. Também fazem parte da rotina oficina de música, teatro, desenho em tela, desenho animado e dança.

Para Fernanda, é na exploração do potencial criativo que muitas vezes os terapeutas conseguem o inatingível com as crianças. “Entendemos que cada criança se adapta melhor a um tipo de arte, mas que todas as fazem entender a si mesma. Isso as deixa felizes e inspiradas para enfrentar o cotidiano”.

Atualmente, 80% dos atendidos da entidade são autistas.

Exposição de artes, produzida por alunos da ACESA | Foto: divulgação

ENTIDADE NASCEU EM ESPAÇO DE CULTURA

O comprometimento da entidade com o desenvolvimento criativo não foi por acaso. A Fazenda Capuava, onde a associação está alocada, abrange primeira casa modernista brasileira, patrimônio histórico da humanidade, criada pelo engenheiro e artista Flavio de Carvalho. Ele foi um precursor da arquitetura moderna brasileira, além de pintor, compositor, escritor, teatrólogo e músico, sendo um dos únicos brasileiros a terem uma indicação ao Prêmio Nobel de Literatura.

“Atendemos famílias com pouquíssimos recursos e muitas vezes é a ACESA Capuava que apresenta esse universo das artes as crianças”, conta Fernanda.

PACIENTE ILUSTRE

Um dos pacientes da entidade vem ganhando os holofotes da mídia nos últimos anos. O estilista Jakson Salvadeo ficou conhecido no Brasil inteiro depois que a jornalista Sandra Annerberg usou um de seus vestidos no Prêmio Melhores do Ano 2018, no Domingão do Faustão. A peça, um vestido geométrico preto e branco, chamou a atenção do público e da mídia especializada e destacou o talento do jovem que tinha 21 anos na época.

Jakson Salvadeo e a jornalista Sandra Annemberg usando o vestido criado por ele | Fotos: divulgação / GShow

 

O estilista iniciou na ACESA Capuava com 11 anos e, de acordo com Fernanda, a equipe busca toda a potencialidade artística para o seu desenvolvimento. “Jakson Salvadeo é um artista nato. Ele tem deficiência intelectual, mas isso não o impediu de aprender a desenhar belíssimos vestidos e outros looks incríveis de moda. Sua criatividade e sensibilidade o permite conectar com o universo amplo das artes”.
Recentemente, ele fez um curso de corte costura que o permitiu a aprender a costurar com máquina. Até então, ele fazia tudo com as mãos. Fernanda relata também que Jakson não sabe escrever, mas isso não o impediu de publicar um livro. A entidade deu todo o suporte para que este sonho do artista fosse realizado.

Fernanda e Jakson também foram personagens do Manifesto Sou de Algodão, campanha que está contando histórias de pessoas que fazem parte da cadeia do algodão. ASSISTA AO VÍDEO AQUI.

 

 

0 comentários

deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *