Loading...

blog / Artesanato é coisa de homem, sim! 8 perfis de artesãos para se inspirar

moda & estilo | 29 de novembro de 2021 | 0

Que o trabalho manual é uma arte que vem adquirindo cada vez mais adeptos, todo mundo já sabe. A pandemia ampliou esse mercado, afinal, o artesanato é apontado em diversos estudos como uma forma de terapia para aliviar ansiedade, estresse e depressão, e um poderoso aliado para desenvolver a concentração e a coordenação, promovendo o bem-estar.  

O interesse pelo universo handmade alcança diferentes faixas etárias e todos os gêneros. Se antes era uma referência às mulheres mais velhas, as técnicas foram se difundindo. Hoje, muitos homens se interessaram em aprender e pegaram gosto pelo artesanato, empreendem e ensinam as suas artes a outras pessoas. Ou seja, as técnicas continuam sendo repassadas por gerações, mas também são aprimoradas devido à facilidade de acesso a tanto conteúdo por meio da internet.  

Para você ter mais insights criativos e aprender novas possibilidades para os trabalhos manuais, preparei uma lista com 8 perfis de artesãos para se inspirar e derrubar, de vez, os preconceitos. Confira!  

Mateus Moraes @mateustramasepontos  

Para quem quer aprender mais sobre tricô, o perfil do professor e designer de moda Mateus Moraes é uma ótima indicação. Ele mostra o passo a passo, usando técnicas básicas e avançadas com criações de moda adulta e infantil e acessórios handmade. No perfil do Instagram e no canal do YouTube do designer é possível acompanhar também algumas inspirações em crochê e bordado livre, duas outras técnicas que ele domina.   

Urian Carneiro @amigurian  

O Urian traz insights criativos interessantes para inspirar novas possibilidades dentro do universo do crochê, crochê tunisiano e amigurumi. Seu carro-chefe é a produção de bolsas, entretanto, também desenvolve e mostra o passo a passo para os seus seguidores de outros itens, como manta, almofada e, claro, diversos bonecos fofos de amigurumi. Divulga os conteúdos em seu perfil do Instagram, canal no YouTube e em um site.   

Oscar Menezes @crochedooscar  

De Fortaleza (CE), Oscar é um artesão completo. Ele apresenta inúmeras habilidade artesanais e, por isso, é um artista versátil que ensina crochê, tricô e macramê de moda e decoração. Ele possui um grande talento para outras artes também, como pintura e bordado. Entretanto, no seu perfil e em seu canal do YouTube, predominam os projetos em crochê e macramê.   

Neddy Ghusmam @professorneddyghusmam  

O foco do Neddy Ghusmam é o crochê. Apaixonado pela arte desde os sete anos de idade, ele faz uma transição de cantor de banda de axé para o artesanato há alguns anos e até hoje segue inspirando criações. Neddy divide seu conhecimento em vídeos tutoriais publicados semanalmente em seu canal do YouTube e ensina a confeccionar peças de moda, decoração e acessórios. De porta absorvente a sousplat, tapetes, roupas, enfeites, gorros, cachecóis e muito mais. 

Samuel Ramos @blogdocroche  

Samuel é bem conhecido no mundo do artesanato. Além de seu talento, eu destacaria como uma grande característica dele ser um perfil que une muito os artesãos através da paixão pelo crochê. Ele trabalha com esta técnica, desde 2012, e compartilha seus projetos no perfil do Instagram, em seu canal do YouTube e em um site, com o objetivo de ensinar o crochê nos mínimos detalhes. Dentre suas artes, recomendo o trabalho incrível que ele faz com tapeçaria.  

Junior Silva @juniorcrocheteiro  

Junior é um fenômeno nas redes sociais. Esse jovem influencer crocheteiro soma mais de 93 mil inscritos no seu canal no YouTube e 224 mil seguidores no Instagram. Tem uma habilidade espetacular com o crochê e desenvolve peças de moda e de decoração. Ele aprendeu a técnica com a tia e com a avó e, desde então, segue criando e ensinando suas artes para muitas pessoas. Em suas redes sociais, também aborda o assunto do preconceito por ser um adolescente que gosta de fazer crochê e como lida com a situação. Junior trabalha muito com fios de algodão, com destaque para tapeçaria.   

Gean Luca @fiocuritibano  

Esse crochê designer se define como “artesão por acaso e arteiro por opção!”. Faz belíssimos trabalhos em crochê, com foco principal em itens de decoração, como sousplat, mandalas e tapetes. Seu perfil no Instagram apresenta muitas inspirações de projetos e o canal no YouTube traz alguns vídeos com tutoriais. Gean também destaca algumas reflexões sobre o homem fazer crochê e o preconceito que ainda existe. Em um de seus posts, relata: “Muita gente ainda fica espantado quando eu saco meu barbante e agulha e começo a “crochetar”. Dizem que não estão acostumados a ver um homem nesta arte e aparentemente acham demais. Mas, muitas vezes o preconceito é velado, nunca é de forma sincera”. Ele começou a fazer crochê como terapia e, hoje, esse trabalho artesanal é uma opção de renda.   

Gustavo Silvestre @gustavosilvestre  

O estilista Gustavo Silvestre dispensa apresentações. Ele usa o crochê para promover a moda sustentável com impacto social, fazendo a diferença na vida das pessoas e de comunidades. Gustavo está no line-up do São Paulo Fashion Week e já produziu figurinos para diversas celebridades, entre elas Preta Gil, Pabllo Vittar, Sabrina Sato e Anitta. Ele é também o criador e responsável pelo projeto Ponto Firme, que ensina crochê a detentos de uma penitenciária em Guarulhos (SP) e tem como objetivo incentivar a transformação social dos alunos e egressos.   

 

Todos esses perfis que destaquei acima valem a pena conferir. São diferentes uns dos outros, apresentam novas e criativas possibilidades para se trabalhar com as técnicas e agregam muito conteúdo para quem está começando ou já está inserido no mercado artesanal. Trazem como grande propósito educar e profissionalizar mais pessoas neste segmento.  

Além disso, todos eles buscam, da sua forma, desmistificar o rótulo da masculinidade frágil do homem que faz artesanato e reforçar o tanto que esse conceito ainda está impregnado na visão de muitos de maneira equivocada.  

É uma atividade como qualquer outra, que pode ser desenvolvida com destreza e brilhantismo por crianças, adultos, idosos, homens, mulheres e quem mais se identificar com esse universo. É um hobby, é terapêutico, uma fonte de renda que se descobre, se desenvolve e que tem um enorme potencial criativo.   

Você já conhecia algum desses perfis que escolhemos nesta lista? Tem alguma outra sugestão para indicar aos nossos leitores? Escreva nos comentários! E aproveito e lhe convido a conhecer também o meu perfil (@jrcirculo) com diversas dicas de artesanato, empreendedorismo e gastronomia.  

0 comentários

deixar um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *