Loading...

blog / 9 novidades do setor têxtil que vêm transformando a cadeia produtiva do algodão

algodão & sustentabilidade | 22 de julho de 2021 | 1

Tecidos funcionais, tecnologia e sustentabilidade guiaram as grandes novidades do setor têxtil de 2021. Confira as 9 maiores inovações das nossas tecelagens parceiras Sou de Algodão! 

O mercado têxtil brasileiro tá transbordando com muitas coisas legais! O setor é extremamente criativo e sempre chega com novidades em tecnologia, texturas, funcionalidades e design na produção de tecidos. A sustentabilidade tem sido o grande centro de transformações no setor têxtil e iniciativas ligadas ao meio ambiente ganham espaço entre os processos produtivos. Junto à preocupação ambiental, tecidos funcionais também mostram que no pós-pandemia, a segurança também é prioridade. 

Como não poderia ser diferente, o algodão está presente em todas essas inovações. Agora, você confere 9 grandes novidades de tecelagens parceiras que prometem mexer com as tendências no Brasil. Fique por dentro! 

Linha Naturalíssima (TextilFio) 

Sustentável da matéria-prima à produção 

A TextilFio apostou na sustentabilidade total na linha Naturalíssima, com 5 tipos de tecidos-base livres de tingimento, feitos com Algodão Brasileiro Responsável e com processo de lavagem orgânico que consome até 4 vezes menos água: o detergente é feito com casca de laranja e o amaciante é extraído do caroço do algodão. Fazem parte da linha: Malha, Malha Cotty, Suedine, Delicatto e Delicatto Light. 

Saiba mais

Malha naturalíssima, livre de tingimento.

Upcycle Concept (Santista Jeans Wear) 

Reciclado e com estilo 

Priorizando os processos de mínimo impacto ambiental, a Santista lançou a linha de denim Upcycle Concept. Em sua composição, utiliza fibras recicladas no urdume e na trama, sem tingimentos, que resulta em aspecto original e cria um efeito rústico e autêntico no tecido. Além disso, a produção leva uma quantidade mínima de química no processo.  

Saiba mais

Green Indigo Dye (Covolan) 

Índigo natural e zero anilina 

A Covolan Denim investiu na produção responsável lançando quatro tecidos índigo livres de anilina, o pigmento azul que dá cor ao tecido do jeans. Ancona, Bergamo, Gênova e Rutilo são os artigos com certificações de qualidade e socioambientais OEKO-TEX, DETOX-TO-ZERO e tecnologia Genius Denim – Green Dye. Todos são homologados com fio Lycra®. 

Saiba mais  

Peças para trabalhar e curtir (Vicunha) 

Menos peças no guarda-roupa 

Com o aumento do home-office, a Vicunha alinhou sua produção à tendência da busca por roupas e tecidos mais confortáveis e versáteis. O modo híbrido foi adotado e a empresa aposta nas modelagens repaginadas com shapes oversized e que servem tanto para lazer quanto para trabalho, fazendo com que o cliente final tenha mais opções com menos itens. As peças Hitz e Nayara da marca, lançadas este ano, são exemplos de como as prioridades do vestir mudaram depois da pandemia. Os materiais são macios ao toque, confortáveis e os elastizados são a chave desta tendência, trazendo mais versatilidade ao guarda-roupa. 

Saiba mais 

Baby Blue, da linha Sustentare (Santana Textiles) 

Menos corante, mais naturalidade 

O tecido Baby Blue, da Linha Sustentare, traz tingimento sustentável, com redução de 85% na quantidade de corante índigo. Essa redução também potencializa a economia de água em 50%. O item é ideal para fazer beneficiamentos mais claros na lavanderia e leva 82% de algodão em sua composição, sendo leve e de caimento adaptável. 

Saiba mais

Menos anilina no tingimento, moda com menos impacto no meio ambiente.

Amaciante sustentável (Dalila Têxtil) 

Direto do caroço do algodão  

A partir da coleção Inverno 22, a Dalila utilizará em toda sua linha sustentável – RENOVA – o amaciante extraído do óleo da semente do algodão, que é de origem vegetal e natural, proporcionando maciez e caimento aos tecidos da linha. 

Saiba mais

Novidades do setor têxtil: amaciante natural

Tecnologia Easy Care (Dalila Têxtil)  

Peça sempre parecendo nova 

A empresa desenvolveu a Easy Care esta solução produzida através da nanotecnologia que, quando aplicada, facilita e melhora a aparência do substrato têxtil. A novidade alinha e redireciona as fibras do tecido, melhorando a estabilidade dimensional, sem abrir mão do ótimo toque que proporciona às peças. Também facilita na hora de passar e melhora a “lisura” no cabide quando a peça é pendurada.  O produto resiste a até 20 lavagens caseiras, em temperaturas normais.  

Saiba mais 

Nova tecnologia da Dalila Têxtil promete mais durabilidade e roupas sempre novas.

Tecido antiviral (Sprint Têxtil)

Proteção para novos tempos 

A Sprint também embarcou na demanda por tecidos funcionais e lançou sua primeira linha de tecidos antivirais. Os itens são finalizados com acabamento de nanopartículas que impedem a penetração de partículas – entre elas vírus diversos – e permanece ativo por até 50 lavagens. O material, aplicado no tecido Klee 100% algodão, é dermatologicamente testado e mantém a textura e toque macio na pele.  

Saiba mais

Sprint Têxtil lança opção 100% algodão antiviral.

Movimento para Sustentabilidade (Capricórnio Têxtil)

Ações para um futuro mais verde 

Lançado em 2020 pela Capricórnio Têxtil, o Movimento para Sustentabilidade organiza-se em três pilares independentes: Produção e Distribuição, Governança e Comunidade. O programa segue os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, um esforço global para construir um futuro melhor. Com a iniciativa, a empresa se compromete a rever uma série de processos, priorizando a redução do uso de recursos hídricos, reaproveitamento de efluentes, redução de uso de químicos, redução dos descartes e reuso de matérias-primas, além da compensação da emissão do gás carbônico produzido em todas as etapas de trabalho. 

Saiba mais

Capricórnio Têxtil promete futuro mais verde.
1 comentário

deixar um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *