Loading...

blog / Tags carbon free: responsabilidade além do algodão  

por dentro do movimento | 21 de março de 2022 | 0

Produtos de marcas parceiras do movimento Sou de Algodão recebem tags de papel com selo carbon free. Entenda como funciona a neutralização de carbono em itens como este. 

Pegada ecológica! Expressão relacionada a quanto o consumo impacta no uso dos nossos recursos naturais ou, dito de outra forma: ao comprarmos sem responsabilidade, deixamos nossos rastros espalhados de forma desordenada em nossa casa, a Terra. Para contornar este problema, o movimento Sou de Algodão também se engaja na busca por um uso mais racional dos nossos meios de sobrevivência. E um dos caminhos encontrados foi a compensação de carbono das tags do movimento, que acompanham os produtos das marcas parceiras. 

Para entender como acontece a neutralização do carbono das nossas tags, conversamos com Fernando Paraíso, assistente técnico comercial da ONG Iniciativa Verde, um dos importantes fornecedores do movimento na causa ambiental. 

Doroteia Costura Afetiva, parceira Sou de Algodão | Foto: Instagram

Tag além do papel  

Através da parceria com a ONG Iniciativa Verde, o movimento consegue calcular a emissão de gases emitidos na confecção das tags.  

A partir deste cálculo, é possível saber o quanto de floresta é preciso recuperar para neutralizar essas emissões, ou seja, compensar a poluição gerada na produção. Isso porque uma floresta, quando cresce, retira gás carbônico da atmosfera, transformando-o em matéria orgânica que vai ficar guardada enquanto a floresta estiver viva. 

 “Além de retirar esse gás do efeito estufa da atmosfera, a floresta ainda oferece outros serviços ambientais, como a produção de chuva, proteção do solo, de rios e nascentes. E este ciclo de sustentabilidade precisa ser contínuo”, afirma Fernando. 

Babo Design, parceira Sou de Algodão | Foto: Instagram

Por que investimos em tags carbon free 

Uma das principais vantagens de ter o selo Carbon Free nas tag de papel, é o reconhecimento pelo público como um material mais ecológico.  

Como, atualmente, as pessoas estão mais dispostas a apostar em produtos vinculados à sustentabilidade, vemos uma dinâmica de mercado favorável ao consumo de vestuário com essa característica.  

O consumidor de uma moda consciente se preocupa em saber como foi a produção e a jornada da peça adquirida. “Gradualmente, está virando um costume dos consumidores buscar por marcas que informatizam os processos de produção e destinação final de forma responsável e que, além disso, tenha seu comprometimento com o meio ambiente. E é neste caminho que temos que seguir de todos os lados!”, acrescenta.

Bag Lab, parceira Sou de Algodão | Foto: Instagram

 O que é o programa Carbon Free

Fundada em 2005, a ONG Iniciativa Verde busca contribuir para a melhoria da biodiversidade, água e qualidade do ar. Seu programa de criação, o Carbon Free, foi pioneiro no Brasil ao oferecer um projeto de compensação voluntária de gases do efeito estufa por restauração florestal. O trabalho ocorre, principalmente, em prol do reflorestamento da Mata Atlântica.  

A partir dos restauros feitos em áreas de preservação permanente, em propriedades rurais ou em Unidades de Conservação, a compensação pelo programa acontece de forma voluntária a partir da mensuração das emissões de gases que provocam o efeito estufa e que são provenientes de qualquer atividade humana ou tecnológica. 

“Estes restauros têm por objetivo não só remover e estocar carbono na atmosfera, mas agregar valores que ampliem a qualidade ambiental de paisagens rurais, maximizando benefícios para a biodiversidade, recursos hídricos, conservação do solo e bem-estar do homem”, afirma Fernando.   

A mudança é um trabalho árduo, mas com uma simples escolha por um produto com uma tag responsável, como a do Sou de Algodão, um mundo melhor vai ficando mais perto do possível.  

Para saber mais como aderir ao programa Carbon Free, acesse: iniciativaverde.org.br  

0 comentários

deixar um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.