Mateus Cardoso, estudante da Faculdade Santa Marcelina/SP, traz a coleção “Retrato” para a final do 1º Desafio Sou de Algodão + Casa de Criadores, inspirada no universo dândi e na proposta do corpo como objeto artístico.

“Dândi”, do inglês Dandy, é o termo designado a homens da passagem do século 19 para o 20 que prezavam uma estética refinada e buscavam o belo através da aparência. A perspectiva de Cardoso sobre esse personagem histórico reflete-se na intenção das peças produzidas. “Ser um dândi era se transformar em um ser perfeito. Inventar a si mesmo. Tornar-se corpo e arte”, afirma o estilista.

A escolha da alfaiataria como base dos looks da coleção remete àquele período histórico e ao cuidado na produção artesanal que transforma cada peça em algo com identidade única. A releitura acontece quando se combina o slowfashion da alfaiataria a um design contemporâneo para criar uma relação afetuosa entre peças, criador e consumidor, que proporciona um consumo consciente da moda.

Segundo o estilista, “as formas inspiradas na alfaiataria entram em consonância com as formas da época, misturando volumes e sobriedade, criando uma nova persona para a atualidade. A feminilidade expressa através do corpo masculino questiona os modelos estabelecidos e relembra a necessidade masculina de expressar o belo através do corpo, como se vestissem a arte”.