A confiabilidade e agilidade são características marcantes da HC Brasil Têxtil, empresa referência em Private Label no País.

Fundada em 1985 com o nome Styllus Confecções, passou à denominação atual em 2004, em virtude de sua expressiva produção para o exterior.

Sua atuação no mercado externo foi essencial para o crescimento e o alto padrão de qualidade da empresa, que tem o algodão como principal matéria-prima para a confecção de seus produtos.

Hoje, focada no mercado nacional, produz peças de vestuário para as principais e maiores marcas brasileiras, reconhecidas por seus produtos de alta qualidade.

Situada em Timbó (SC), a HC Brasil tem em seu DNA a contínua melhoria de sistemas e processos em harmonia com o meio ambiente.

Certificada pela ABVTEX (Associação Brasileira do Varejo Têxtil), que garante o cumprimento das responsabilidades sociais, relações de trabalho e sustentabilidade no processo produtivo, a correta destinação de resíduos é a principal ação ambiental da empresa.

Certificado
A HC Brasil hoje conta com 100% do algodão virgem de sua produção com origem certificada.

Foco na sustentabilidade
Uma das inovações sustentáveis da HC Brasil Têxtil é o algodão reciclado, utilizado em algumas peças da marca própria da empresa, a Mr. Stone, criada em 2015 com foco em moda masculina.

Luciano Vercesi, que coordena a marca, fala sobre a reciclagem dos resíduos de tecidos que sobram no processo de corte das peças confeccionadas pela HC Brasil. “Os resíduos da confecção são desfibrados e transformados novamente em fio, que serão utilizados na fabricação de um novo tecido”.

Essa malha de algodão reciclado é feita com o fio da mistura de diversos tipos de resíduos e cada processo resulta em um fio com um percentual diferente de algodão. “Todos os tecidos reciclados têm pelo menos 70% de algodão em sua composição. É um produto de excelente qualidade”, ressalta Luciano.

A HC Brasil iniciou esse trabalho com malhas de algodão reciclável em 2018. Hoje, possui vários tecidos desse material em sua cartela.

Com capacidade produtiva de 60.000 peças por mês, sendo 55 mil na costura interna, a empresa está capacitada a fazer o corte de até 230 mil peças mensalmente. Esse volume gera resíduos de costura, de linha e até mesmo de pó no momento em que se roda o fio para fabricar os tecidos.

Como não utiliza todos esses resíduos, a maior parte é destinada a uma empresa certificada que faz o reaproveitamento do material. “Eles fazem o trabalho de reciclagem e vendem para indústrias de fios reciclados”, explica Rafael José Zenke, gerente de compras da HC Brasil.

De acordo com ele, “lixo mesmo a empresa só tem o orgânico, os demais resíduos produzidos, como o óleo do maquinário, vão para empresas que dão a destinação correta ou fazem o reuso”.

Rafael acompanha outras ações sustentáveis da companhia, como o projeto de troca de lâmpadas de mercúrio fluorescente para LED, que resultará na economia de 78% de energia. “Temos 65% das lâmpadas já trocadas, vamos concluir os 35% restantes agora, em 2019”.

O gerente de compras diz que o projeto só não foi terminado porque o setor de costura demanda um cuidado maior na hora da troca. “Estamos em fase de testes para acertar a iluminação”. Para isso, é necessário aumentar a potência do LED sem gerar mais calor ou interferir na cor da iluminação. “Estamos tentando chegar na cor adequada, que simule a luz do dia”, ele diz.

As iluminações de poste da empresa, cuja sede de 5.400 m2 está instalada em um terreno de mais de 14 mil m2, também serão trocadas por LED na medida em que as lâmpadas atuais necessitarem de troca.

A HC Brasil também investe gradativamente na compra de maquinários com tecnologias sustentáveis, com motores inversores de frequência, que oscilam conforme a demanda e não poluem a rede elétrica e são mais econômicos. “São algumas das várias outras medidas que fazemos de melhoramento na produção sem perder o foco em sustentabilidade”, afirma Rafael.

Responsabilidade social
O bem-estar de sua equipe é outro ponto forte da empresa, que prima por um ambiente de trabalho agradável, com estrutura física condizente com as necessidades do trabalhador. “Está em nosso DNA e levamos isso muito a sério”, diz Alceu Maas, gerente de Recursos Humanos da HC Brasil.

De acordo com ele, a empresa também se preocupa com a comunidade e contribui com ações sociais, auxiliando entidades que precisam de recursos para manter suas estruturas e, assim, oferecer melhores condições de atendimento à população carente.

“Nossa diretriz de compromisso e trabalho é fidelizar relacionamentos que visam a excelência de produtos e serviços aliados ao bem-estar de funcionários e colaboradores, com sustentabilidade para um meio ambiente sempre melhor”.