Estampas que misturam leveza e alegria em tecido 100% algodão. A marca Fluory quer vestir a infância com conforto, bem-estar e cores!

Flores, peixes, frutas, balões, barcos, lhamas, pássaros, dinossauros, bolinhas, corações: a imaginação viaja longe com as infinidades de desenhos que dão forma a vestidos, macacões, bodies, camisas, calcinhas, cuequinhas. “As mães querem ver a criança com carinha de criança. É isso que eu procuro levar”, diz a criadora da marca, Jéssica Volpin.

As coleções, assim, são pensadas inteiramente para crianças na faixa de zero a seis anos. Agradar mães, pais, avós, tias – os grandinhos que escolhem as peças – também está no script, como Jéssica explica: “Para a criança é preciso priorizar o conforto, a modelagem. Ela precisa estar bem dentro da roupa. Conseguir se movimentar, brincar. Para a mãe, a avó, a pessoa que vai adquirir a peça, o que encanta é a estampa, a cor. É isso que procuramos atrelar na criação”.

Jéssica, então, está sempre atenta ao retorno que recebe dos clientes. “Conforme as mães usam as roupas nas crianças, vão relatando o que está bom, o que precisa mudar. A experiência delas é muito importante.”

Tapa-fraldas com estilo

A marca surgiu em 2015, como realização do sonho da criadora. Jéssica se formou em Moda em 2012 e, após trabalhar para marcas com sede em São Paulo, decidiu retornar para a sua cidade, Ribeirão Preto, e abrir uma loja infantil multimarcas.

A grande vontade, porém, sempre foi desenvolver uma marca própria. Na faculdade começou a pensar nessa ideia e, inclusive, criou o nome que, em 2015, iria batizar sua confecção infantil. Fluory, ela explica, é uma palavra pensada para transmitir o que é leve. “É uma junção de referências que me trazem o sentido de leveza. Flores, fluidos naturais…”

Ainda com a loja multimarcas funcionando, ela começou a desenhar vestidos e outras peças. Criou então o produto que, ainda hoje, é o queridinho na Fluory.

Pensando no conforto e na leveza das meninas, desenhou uma calcinha, ou tapa-fralda, que pode ser usada por baixo dos vestidos, com bodies, em múltiplas combinações. “A criança fica leve, solta e pode aproveitar o passeio”, ela enfatiza.

Começou produzindo por unidade, de acordo com a demanda. Comprava 30 centímetros de tecido, para a produção pequena. Hoje, chega a comprar 30 metros de algodão para confeccionar, em média, de 200 a 300 calcinhas por mês, que chegam a todos os lugares. A pedido das clientes faz também cuequinhas, ou tapa-fralda em estampas masculinas.

Os produtos são vendidos para o Brasil todo, pelo Instagram, WhatsApp e Facebook da marca. Jéssica conta que está estruturando também um e-commerce para atender à demanda, que só cresce. “Nossas peças já foram até mesmo para fora do Brasil, porque tenho clientes que compram para levar de presente. Elas dizem que é um produto diferente!”

Afeto e qualidade

Para que suas peças sejam diferenciadas, Jéssica faz escolhas. O algodão como matéria-prima, ela explica, é a principal delas: “O algodão é natural, antialérgico, a pele da criança respira. Além disso, estamos incentivando a indústria brasileira e utilizando um produto sustentável”.

A proximidade com o cliente é outra prioridade na Fluory. Cada peça vendida acompanha um bilhetinho, feito à mão, e com conteúdo personalizado. Jéssica analisa cada pedido para escrevê-lo. “Eu mantenho um contato bem afetivo com cada pessoa. Assim, nós criamos um laço.”

As peças também levam um perfume bem característico. A criadora diz que muitos clientes já reconhecem o “cheirinho da Fluory”, o que cria, além de identificação com a marca, uma memória afetiva.

A pegada artesanal finaliza a lista de itens imprescindíveis nessa criação. “A pessoa recebe a peça e percebe o cuidado que nós tivemos em cada detalhe. Há um olhar diferente ali”, nas palavras dela.

Expansão

A Fluory está começando a comercializar no atacado e, para os próximos meses, pretende fortalecer esse segmento na empresa. “Queremos fornecer para o lojista um produto diferenciado, exclusivo.”

A loja online está em construção para inauguração em breve. Além das vendas pelo WhatsApp, Instagram e Facebook, a marca tem uma loja física localizada em Ribeirão Preto, onde atende clientes a partir de agendamento.