Loading...

blog / Conforto e sensualidade não precisam de balança: conheça a marca especialista em lingerie plus size

moda & estilo | 23 de agosto de 2021 | 4

Libertari cria lingerie plus size com estilo para mulheres terem orgulho de suas próprias curvas. O algodão foi o parceiro ideal nesta empreitada. 

Dona Maria Delourdes Cordeiro Santos Pereira é costureira de mão cheia e, 15 atrás, passou a costurar a própria lingerie. Depois, amigas passaram a encomendar e, o que era um passatempo, passou a ser um negócio.  

Quando uma vendedora desabafou com dona Lourdes, aos prantos porque gostaria de peças bonitas como aquelas para o seu corpo, veio o insight: lingerie plus size é uma grande demanda.  

Atualmente, a Libertari é uma das poucas marcas brasileiras que acreditam que conforto e sensualidade são direito de toda mulher, independente do que diz a balança. Focada na produção de lingerie em algodão do número 48 ao 58, a marca cresceu e a família inteira da Dona Lourdes está envolvida no trabalho. Além disso, trouxe as modelagens grandes também para camisolas, pijamas e baby-dolls super estilosos. 

Juliano Santos Pereira, filho orgulhoso de dona Lourdes e diretor da Libertari,  conta que há poucos anos eram ele, o pai, a mãe e a irmã fazendo de tudo na garagem da casa. Todo mundo acordando às 5 da manhã para dar conta do recado. Hoje, com 18 colaboradores contratados, ele afirma que o sacrifício não foi em vão. 

Confira a entrevista com o diretor da empresa.

SdA – Como o algodão passou a ser uma matéria-prima essencial para a marca? E por que dessa escolha? 

A Libertari nasceu com uma pegada mais comfy e nada melhor que o algodão para o dia a dia. Além de originar peças confortáveis, o algodão era fácil de cortar, de costurar… foi bom porque facilitou nosso aprendizado com a fabricação dos produtos. É a matéria-prima de 100% das nossas lingeries e responsável por, pelo menos, 80% dos outros produtos. 

SdA – Por que o público plus size se tornou o principal? E como é a relação que a marca tem com essas mulheres? 

Juliano Santos Pereira: “queremos que as mulheres se sintam bem”.

Quando começamos, trabalhávamos com vendedoras porta a porta e fazíamos apenas os tamanhos tradicionais. Uma dessas vendedoras era plus size e um dia ela desabafou com minha mãe. Chegando a chorar, falou: “queria tanto encontrar peças bonitas assim pra mim, mas sou obrigada a vestir apenas peças feias, sem cor, com modelagens antigas”. Isso foi um alerta. Logo, percebi que o modelo porta a porta não daria futuro e decidimos iniciar um teste no online. Lembrei dessa vendedora e decidi trocar todos os tamanhos do site, sem ter ao menos uma peça produzida, nem mesmo os moldes dos tamanhos plus. Trocamos os tamanhos de P, M e G para 48 – 50 – 52 – 54 – 56 – 58. Já no primeiro mês, gastamos 400 reais de anúncio e fizemos 450 de faturamento. Sucesso! 

Vivenciando essa realidade, encontramos muitas mulheres com dificuldades para comprar roupas íntimas. Essa dor delas acabou se tornando a nossa dor e, hoje, não queremos apenas vender, ajudamos as mulheres a se sentirem bem com suas lingeries plus size. Por isso temos uma relação bem amistosa e carinhosa com as clientes. 

SdA – Quais os diferenciais da lingerie plus size da Libertari em termos de estilo? Quais as principais apostas quanto a estampas, tecidos, modelagens, caimento, etc? 

No início, entrávamos em contato com cada cliente para saber se ela gostou da peça, o que poderíamos melhorar. Isso foi nos ajudando a aprimorar e a encontrar uma modelagem ideal. Por exemplo, nosso sutiã tem alça almofadada, lateral bem alta para cobrir as dobrinhas, elástico firme, base de sustentação. Nossa calcinha mais vendida é feita para não enrolar com os movimentos.  

SdA – A mulher considerada gorda, ou fora dos padrões habituais, muitas vezes tem dificuldade de encontrar roupas que a ajudem a expressar sua personalidade. Como a marca percebe essa relação delas com lingeries, autocuidado, autoestima?  

A Libertari tem exatamente esse conceito, de ser libertário, de lutar pela liberdade desse padrão de beleza que foi imposto.  Várias vezes recebemos fotos das clientes usando nossas lingeries plus size, falando que ficaram felizes em se olhar no espelho vestindo uma peça bonita. Até recebemos comentários nas redes sociais dizendo que nossas fotos com mulheres gordas usando lingeries bonitas dão vontade de perder a vergonha de si mesma. 

SdA – Qual a importância que a parceria com o movimento Sou de Algodão tem para a Libertari?  

Nosso principal fornecedor de tecido de algodão, a Urbano, veio por indicação do Sou de Algodão. Quando começou a pandemia, as empresas com que trabalhávamos simplesmente pararam de atender pedidos porque não tinham condições de produzir.  As conexões que vocês nos proporcionaram foram ótimas e, também, tem o fato de abraçar a causa e ver o algodão ser ainda mais divulgado. Muitas mulheres acham ainda que para uma lingerie ser bonita, ela precisa ser necessariamente de renda, e isso não é verdade. 


*A Libertari é marca parceira Sou de Algodão. Saiba como sua empresa também pode abraçar nosso movimento. 

4 comentários
  1. Beatriz Duarte
    Beatriz Duarte says:

    Parabéns pela criatividade e por dar oportunidade de mulheres “fora padrão “ poderem usar uma lingerie linda e confortável . Sucesso .

    Responder

deixar um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *