Sustentabilidade

Sustentabilidade ganha força nas grandes marcas

À medida que o consumidor se torna mais consciente quanto à origem dos produtos que adquire, mais as empresas se veem obrigadas a investir em produtos sustentáveis, seja pelo uso de matérias-primas recicláveis, novos materiais com origem sustentável, ou pela forma como elas destinam seus rejeitos. 
Nas marcas de moda não é diferente. Elas vêm investindo cada vez mais em produção de coleções sustentáveis, que chegam como produtos premium, destacados em seus pontos de venda. Exemplos como as grandes H&M, Zara e Asos, vêm lançando sucessivas coleções, e ganhando, além da admiração e do engajamento de seus públicos, maiores margens de lucro. Materiais inovadores com base de celulose entram com força nesse segmento, no entanto, o algodão sustentável, ou BCI (Better Cotton Initiative), é uma opção competitiva e já bastante difundida por marcas como Adidas, C&A, Puma, Levi’s e até no segmento de móveis, decorações e produtos para o Lar, da IKEA.

sustentabilidade nas grandes marcas
O Brasil é o maior produtor de algodão sustentável do mundo, e segue as diretrizes do ABR (Algodão Brasileiro Responsável), que tem benchmarking com o BCI, respeitando os pilares ambiental, social e econômico em sua produção. Essa exigência do consumidor tende a crescer, também, no segmento de calçados, que ainda trabalha, em grande escala, com tecidos com base de petróleo. Estamos ainda no início deste movimento do consumo global, e o movimento Sou de Algodão nasce alinhado com as principais demandas e tendências dos mercados.

Imagens ilustrativas.

Fonte do artigo: https://www.wgsn.com/blogs/?p=1191376?utm_source=newsletters&utm_medium=email&utm_campaign=global-daily-insider