Camisetas e polos de algodão dominam as passarelas e vão da praia à festa

Básico de todo guarda-roupa, camisetas e polos de algodão nunca saem de cena – estão entre nós desde o comecinho do século 20, quando a Chanel se inspirou no look dos marinheiros e René Lacoste consagrou a polo nas quadras de tênis. Tornaram-se corriqueiras.

Mas, vez ou outra, elas voltam a ocupar o lugar de vanguarda a que têm direito – afinal, foram percussoras da moda jovem – impossível não lembrar, por exemplo, de Marlon Brando com sua white shirt em Um Bonde Chamado Desejo.

E é exatamente isso o que acontece agora, no verão 2019. Com o aval de estilistas e marcas consagradas, camisetas e polos vão da praia à festa, se firmando como peças tem que ter, protagonistas da estação.

Bônus extra? Slogans e grafismos 80’s deixam as tees mais divertidas, e cortes retrô, acredite, atualizam a polo. Nos dois casos, o algodão se destaca como matéria-prima da vez, em sintonia com a agenda sustentável e com a tendência wellness, que traz tecidos táteis e confortáveis para o holofote.

Quer se inspirar? Veja como usar camisetas e polos de um jeito nada básico:

 

Na praia

Esqueça cangas e caftãs. A saída de praia da vez é a camiseta box, bem quadradinha, e ligeiramente cropped, como mostra Jacquemmus, o estilista francês-sensação, que transformou enormes chapéus de palha em desejo absoluto. Vale cortar uma camiseta que você já tenha no armário ou um modelo vintage, comprado em brechó, e investir em letterings ou slogans divertidos, no mood 80’s – reforçado aqui pelos brincos grandes e biquíni asa-delta.

Na festa

Siga os passos do duo alemão americano da Talbot Runhof e combine polos com saias longas – elas formarão os novos vestidos da estação. O truque é manter o look monocromático para manter o ar sofisticado que as festas pedem e acrescentar acessórios poderosos, como sandálias ou botas metalizadas. “É tudo sobre força. Ombros fortes, silhuetas fortes, cores fortes e metálicas”, disse Johnny Talbot depois do desfile da marca. Anote e reproduza o recado.

 

No trabalho

Com Riccardo Tisci à frente da direção criativa, a Burberry ficou ligeiramente mais punk, mais disruptiva, sem perder a majestade, a aura clássica, é claro. Resultado? Substitua a camisa de tricoline por uma camiseta branca de algodão. Usada sob alfaiataria, ela vai ao escritório com a garantia de manter a elegância e, ao mesmo tempo, acrescentar um ar cool ao dresscode workaholic.

 

No dia a dia

Apostar no hi-lo é sempre jogo certo. Experimente misturar uma camiseta colorida e que evoque algum destino de verão – a inspiração da estilista Natacha Ramsay-Levi para a Chloé passava por Ibiza e Marrocos, mas vale Jamaica e Bahia, bem no clima Pelourinho – com uma peça texturizada, a exemplo da saia que lembra um tear. Combine com rasteiras e maxi bijoux e pronto: nasce o look de verão perfeito, que tem passe livre em quase todos os lugares, do almoço com as amigas à happy hour de fim de ano.